Dores nos pés: conheça os principais problemas e tratamentos

dores nos pes destaque

Dores nas plantas dos pés, nos dedos dos pés e até mesmo dor no calcanhar são muito frequentes entre pessoas de todas as idades.

Essas dores podem ter diversas causas desde uma simples caminhada com o sapato errado até um problema ortopédico.

E a solução do problema depende da investigação dos sintomas e do diagnóstico correto, ou seja, descobrir a causa das dores nos pés.

Somente após o diagnóstico correto poderá iniciar um tratamento que irá solucionar seu problema.

Separamos aqui 5 principais causas das dores nos pés, sintomas e tratamentos:

1. Uso de sapato inadequado
2. Fascite Plantar
3. Esporão de Calcâneo
4. Metatarsalgia
5. Síndrome do túnel do tarso
Mas, prevenção é o melhor remédio! Por isto separamos um item para que aprenda a cuidar bem de seus pés.

Continue lendo e aprenda mais sobre os problemas que podem causar dores nos pés e tratamentos.

1. Uso de sapato inadequado

Dentre as causas das dores nos pés, o uso de sapatos inadequados para o seu tipo de pé, por longo tempo ou pela prática de exercício físico, é uma das razões mais frequentes das dores.

Quando utilizamos sapatos que não permitem que o pé sustente o peso do corpo de maneira correta e confortável, o esforço do pé para que o corpo se mantenha equilibrado é muito maior.

Dessa maneira, além de não estar confortável, os pés precisam ainda controlar nossa postura, manter o equilíbrio corporal e distribuir o peso do corpo corretamente.

Com tantas funções, que muitas vezes não percebemos, é fundamental que o cuidado com essa região seja constante.

O uso de sapatos adequados pode evitar esta sobrecarga sobre seus pés.

Outra causa muito comum e até mesmo natural, é devido ao avanço da idade.

Devido ao processo de envelhecimento do corpo, as estruturas ósseas e cartilaginosas não possuem mais força como antes, além disso, a musculatura perde sua capacidade total de contração e relaxamento.

Os ossos, em um processo conhecido como osteoporose, perdem massa e acabam ficando cada vez mais sensíveis e leves, o mesmo acontece com as articulações que perdem colágeno e consequentemente seu poder de suportar atritos.

Pelo enfraquecimento natural de todos esses tecidos e pelos pés suportarem o peso do corpo, mesmo com menos capacidade para isso, a dor na planta dos pés e no calcanhar aparecem com frequência.

O uso de sapatos inadequados são as causas mais comuns e um profissional especializado pode orientá-lo e indicar o sapato adequado para você.

Entretanto, existem doenças que causam dores nos pés, veja abaixo.

2. Fascite plantar

a. Sinais e Sintomas

Considerada a mais frequente entre as mulheres, a fascite plantar é uma grande causadora das dores nos pés.

Os principais sintomas da fascite plantar são dor como uma forte fisgada, rigidez e uma sensação de queimação na sola do pé, logo pela manhã.

Contudo, após alguns minutos, o movimento do corpo provoca o aumento da circulação sanguínea na região inflamada, e assim as dores vão diminuindo gradativamente.

b. Causas
Geralmente acomete pessoas que passam muito tempo em pé, estão acima do peso, mulheres que usam sapatos de bico fino ou sapatos de salto alto e praticantes de atividade física de alto impacto.
É frequente os pacientes relatarem um desconforto ao dar os primeiros passos pela manhã ou após longo período de repouso.

c. Tratamentos

Os Tratamentos não cirúrgicos normalmente resolvem o problema.

Através de orientações sobre o uso correto de sapatos, alongamentos , palmilhas adequadas, órteses e/ ou acompanhamento de uma fisioterapeuta.
Com as recomendações de um especialista em pés, você sentirá alívio dos desconfortos em poucas semanas.
No entanto, é importante ressaltar que não existe uma regra ou tempo definido, pode variar de acordo com cada pessoa.

3. Esporão de Calcâneo

a. Sinais e Sintomas
O Esporão de Calcâneo aparece em decorrência da pressão excessiva da fáscia plantar sobre o osso do calcâneo, provocando uma protuberância no calcanhar.
Alguns pacientes relatam sentir uma dor aguda no calcanhar ao acordar, devido a inflamação da fáscia plantar.

b. Causas
O aparecimento do problema é mais comum em pessoas que estão com sobrepeso, tem arco de pé muito alto ou muito plano e possuem hábitos que aumentam a pressão sobre o calcanhar como: correr com tênis sem amortecimento adequado, sapatos muito duros ou passam muito tempo em pé.
Estes fatores de risco aumentam a pressão sobre o calcanhar e, por isso, podem levar a micro lesões que facilitam a formação do esporão e consequentemente a fascite plantar.

a. Tratamentos

O tratamento depende da causa, por exemplo:
• Se estiver com sobrepeso inicie uma dieta de emagrecimento, para reduzir a sobrecarrega do corpo.
• Evite as atividades de alto impacto. Caso não puder, utilize sempre tênis com bom sistema de amortecimento.
• Faça alongamento no pé e panturrilha ao longo do dia.
• Sessões de fisioterapia ajudam a minimizar os sintomas.
• Um especialista pode recomendar palmilhas ortopédicas especiais, que podem ser adaptadas exclusivamente para seus pés.
Um especialista poderá fazer a avaliação e com as recomendações sentirá alívio dos desconfortos em algumas semanas.

4. Metatarsalgia

a. Sinais e Sintomas

A metatarsalgia é um nome estranho, mas significa literalmente dor nos metatarsos.

É a dor que atinge a região plantar, composto pelos ossos longos da ponta dos pés, chamados de metatarsos.

Esse desconforto é causado pelo excesso de pressão no local, ocasionando um processo inflamatório nos tecidos.

Geralmente a dor na sola dos pés pioram ao fazer caminhadas, permanecer de pé por muito tempo ou andar com sapatos de saltos altos.

Na metatarsalgia, as cabeças dos metatarsos ficam sobrecarregadas, o que pode provocar a inflamação, dor, inchaço, fraturas por estresse e até espessamento do nervo.
É comum que pessoas com metatarsalgia apresentem calosidades, normalmente entre o segundo e o terceiro metatarso.

Além disso, podem ser observados desvios ou alterações no formato dos pés, como desvio dos dedos ou saliências ósseas.

a) Causas

A metatarsalgia pode ter causas genéticas ou acontecer ao longo do tempo devido ao excesso de carga sobre os pés.

Como uso de sapatos de salto altos, exercícios de alto impacto, excesso de peso.

Independente da causa, essa doença causa deformidades nos pés, principalmente nos dedos.

Ao aparecer calosidades, como Hálux Valgo (joanete), ou a sobreposição dos dedos, a sobrecarga entre os dedos torna-se desproporcional. O que causa ainda mais deformações e dores constantes.

Umas das consequências é a impossibilidade de utilizar qualquer tipo de sapato, isso porque as articulações e calosidades inflamam e tornam o local muito dolorido.

Além disso, as articulações ao se entortarem podem sofrer atrito maior do que podem suportar, inflamando e gerando um quadro conhecido como bursite.

b) Tratamentos

Dependendo do grau e da causa do problema, o profissional poderá indicar vários tipos de tratamentos, desde almofadas para diminuir o impacto no solo, uso de palmilhas específicas, fisioterapia e massagens.

Também é recomendável que seja tratado a causa do problema, que vai desde perda de peso, mudanças de hábitos como uso de sapatos inadequados, exercícios de alto impacto e correção postural.

Portanto, o ideal é procurar um especialista para ajudá-lo a encontrar o melhor tratamento para solucionar seu problema e futuras complicações.

5. Síndrome do túnel do tarso

a) Sinais e sintomas

Síndrome do túnel do tarso é a compressão do nervo tibial, que pode causar dores na sola do pé.

Além de dores e fisgadas, nessa doença é comum que ao movimentar-se, mesmo que de forma rápida e simples, surja um quadro de formigamento e queimação.

 

 

b) Causas

Esse quadro de constrição do nervo pode ocorrer devido a más posturas, fraturas, cistos e até mesmo devido a tumores mais sérios.

Por isso é extremamente necessário que se procure um ortopedista para que seja avaliado.

c) Tratamentos

Aqui algumas das medidas que podem diminuir as dores nos pés são: imobilização da área com bandagens ou tornozeleiras, uso correto de sapatos, evitar atividades de alto impacto, palmilhas adequadas, órteses e o acompanhamento de uma fisioterapeuta.

Pacientes normalmente respondem bem aos tratamentos não cirúrgicos.

Agora que conhece os problemas que mais causam dores nos pés, vamos aprender os cuidados para manter seus pés saudáveis.

6. Cuide-se. Prevenir é o melhor remédio

Como dissemos acima, os sapatos estão entre as principais causas das dores nos pés.

Por isso, prefira sempre os sapatos confortáveis que respeitam a anatomia e as medidas dos pés, além de oferecer apoio adequado a eles.

Então, evite sapatos de salto alto, bico fino, modelos com solados duros sem um bom sistema de amortecimento – este item refere-se principalmente aos adeptos de atividade físicas de impacto.

Na dúvida, consulte um podólogo para ajudá-lo na escolha do sapato e acessórios adequados, que podem ajudá-lo a prevenir complicações futuras à sua saúde.

Outras dicas práticas, que também auxiliam no combate às complicações nos pés são:

• Faça alongamento antes e depois de qualquer prática esportiva

• Fique de olho no seu peso, pois a obesidade sobrecarrega as articulações e a base do corpo

• As palmilhas ajudam a amortecer o impacto ao caminhar – pergunte a um podólogo ou fisioterapeuta sobre os modelos que estejam em conformidade com você.

Faça o acompanhamento com um Podólogo

Todos sabemos que as dores são decorrentes de processos inflamatórios e/ou infecciosos, indicando que algo não está funcionando direito dentro do nosso corpo.

Como as dores nos pés podem apresentar várias causas é importante que um médico realize o diagnóstico apropriado.

O podólogo tem um papel fundamental no acompanhamento, prevenção e controle das doenças dos pés.

Nosso principal objetivo é oferecer qualidade de vida e bem-estar às pessoas e, principalmente, àqueles que já apresentam problemas, pois eles precisam de cuidados especiais sendo importante a orientação de um profissional.

Marque sua consulta e comece a cuidar melhor dos pés hoje mesmo.

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
Whatsapp